Mídia e Ecologia.com

Seguindo em Frente, Preservando o Meio Ambiente!

Pensado e Desenvolvido por Danil BR 10 Comentários

Você está na cozinha preparando mais uma saborosa refeição, então vê um inseto asqueroso, marrom e que você sabe que é sujo. Então você fica nojo, e tem 70% de chances de gritar se for mulher e 30% de chances de gritar se for homem (estatísticas inventadas, isso quer dizer que elas podem não ser verdadeiras). Você já sabe de qual inseto estou falando (não? então leia o título deste artigo).
A Barata, da ordem Blattaria ou Blattodea (tanto faz), é um inseto muito resistente, que mete nojo e medo mais em mulheres do que homens e tem uma capacidade de reprodução inacreditável (cada uma consegue botar 320 ovos em apenas 150 dias de vida)!Elas são motivo de nojo e medo por um simples motivo: Sujeira (óbvio, não?). Esses bichos nojentos são um dos maiores veículos de bactérias, fungos, protozoários, vermes e vírus que existem. Motivo/Causa/Circunstância? Elas sentem mais conforto nos lugares mais quentes, úmidos, quietos e sem movimentação do ambiente, e se este ambiente for a nossa casa, então é o lugar que não usamos muito e, consequetemente, não limpamos. Isso somado com a imundice que as baratas causam ao fuçar restos de comida (em lixeiras, ralos e outros locais sem higiene), se reproduzir e roer objetos que não as pertencem se torna um tremendo problema para nós.
Então chegamos na questão que serve de título para este artigo: As baratas servem para alguma coisa? Bem, assim como as moscas, os mosquitos e os ratos, elas também prestam para reciclar material orgânico, ou seja, sem eles haveria muito mais sujeira e cadáveres (sem se decompor) por aí. Quer dizer, só as baratas que vivem na natureza, pois as caseiras não empenham nenhum papel ecológico!
As baratas caseiras são apenas 1% das mais de 4000 espécies diferentes que existem na Terra, mas só isso já causa um enorme estrago entre os seres humanos. Isso por causa da sua alimentação (que é rica em restos de comida e animais e vegetais mortos, e por isso suas patas desseminam várias doenças por onde passam), sua resistência (elas conseguem sobreviver um mês sem comer e vários dias com a cabeça arrancada, e sobreviver à uma explosão nuclear (deve ser por isso que a Usina Nuclear de Springfield vive cheinha delas)), seus pelinhos do traseiro (são chamados de cercis e "capazes de perceber movimentos sutis do ar e lhe permitem obter informações sobre possíveis ameaças, como localização, tamanho e velocidade. Além disso, elas enxergam muito bem, mesmo quando não há luz, e seus ouvidos são capazes de detectar até os passos de outra barata", afirma Ana Carolina Prado, jornalista e escritora do blog Superlistas), além do seu terrível hábito de "roer os lábios das pessoas durante o sono para pegar partículas de alimentos", fala de Ana, outra vez (durma com uma informação dessas! Atenção: Esta frase está em branco, pois pode causar insônia e muito medo para os mais sensíveis, então só selecione-a se for corajoso o bastante ou curioso). O problema é acabar com esses repugnantes insetos, sorte que a Super dá uma dica: "Aerossóis e outros produtos na forma líquida são eficientes contra a barata de esgoto (Periplaneta americana); para matar a barata de cozinha (Blattella germanica), as formulações gel são as mais indicadas.".
Apesar de tudo isso cientistas britânicos descobriram que há uma fonte de antibióticos em suas cabeças! De acordo com as pesquisas deste grupo de cientistas, no cérebro das baratas são acumulados compostos químicos muito potentes, capazes de eliminar super-bactérias! Leia um trecho do artigo escrito por Rodrigo Itao publicado no site Planet WTF: "Os cientistas identificaram nove compostos químicos diferentes nos cérebros das baratas e lagostas, segundo publicou o site especializado Science Daily. Estas substâncias, segundo os cientistas, contêm propriedades antimicrobianas suficientes para matar pelo menos 90% dos Staphylococcus aureus, que são resistentes a meticilina, sem causar danos às células humanas. [...] “Acreditamos que seu sistema nervoso precisa estar continuamente protegido porque se essa proteção quebrar, o inseto morre. Inclusive o animal pode sofrer danos nas suas estruturas periféricas sem morrer”, explicou.".

Fontes de Pesquisa: Superlistas - Blog da Super Interessante, Yahoo! Respostas, Ecoblogs e Planet WTF.

Atualização 15/11/2010:
Leiam mais sobre estes temivéis insetos acessando o artigo Baratas e Ecologia, que tem várias informações e curiosidades sobre as baratas e sua relação com a ecologia.



10 Comentários

  1. Humor 2D says:

    essa praga de barata não vai acabar nunca

  2. D@nil.B says:

    Talvez só quando o planeta acabar, Humor 2D (ou não)!
    *Tenso*
    *Medo*

  3. Humor 2D says:

    eu acho se o planeta terra acabar elas vão para o marte rsrsrs

  4. D@nil.B says:

    Aí eu acho mais complicado, Humor 2D, porque as baratas não conseguiriam voar até lá. Ou conseguiriam?
    *Medo*

  5. Humor 2D says:

    cara eu baixei o Flash 8 nesse link

    http://www.megaupload.com/?d=PVNMN6S0


    e o serial aqui

    http://www.megaupload.com/?d=BXBS9836

  6. D@nil.B says:

    Muito obrigado pela informação, Humor 2D!

  7. Anônimo says:

    Thank you, I have recently been searching for information about this topic for ages and yours is the best I have discovered so far.

  8. D@nil.B says:

    Traduzindo:
    Obrigado, Eu recentemente estive procurando informações sobre este assunto para todas as idades e o seu é o melhor que descobri até agora.

    É sempre um prazer ajudar e informar um internauta em dificuldades! E se as informações que procurava eram para uma pesquisa, não se esqueça de creditar o Mídia e Ecologia.com!
    Always a pleasure to help and inform a surfer in trouble! And if the information you were looking for a search, do not forget to credit the Mídia e Ecologia.com!

  9. Anônimo says:

    caraca eu sabia que barata não tinha importância nenhuma para os humanos mas agora tenho certesa elas não servem pra nada mesmo só pra dar nojo principalmente para as mulheres rsrs

  10. Eca manoo,:(


Este blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
Creative Commons License
É permitida a cópia parcial dos artigos do Mídia e Ecologia.com, mas não completa, contanto que os devidos créditos sejam dados ao autor.



Ajude o dono deste blog e clique no banner acima, nem dói!

Se Você Localizar Alguma Dessas Pessoas Entre em Contato

Acesse Outros Links:

Top Blog 2010

Ainda não foi desta vez que o Mídia e Ecologia.com venceu, mas pelo menos ele ficou entre os 100 finalistas. Agora é só torcer para que em 2011 isso mude!