Mídia e Ecologia.com

Seguindo em Frente, Preservando o Meio Ambiente!

Pensado e Desenvolvido por Danil BR Deixe seu comentário

Hoje postei dados e notícias do Clean Up The World, o Dia Mundial de Limpeza de Praias.
Só retirei os dados e notícias sobre o Clean Up The World, por isso NÃO É DE MINHA AUTORIA, então colocarei aspas entre os artigos e as fontes deles logo depois (como sempre faço).
Confira logo abaixo as informações mais relevantes, do maior evento ecológico do mundo, sendo que é dia 19 de Setembro, este Sábado! Tu não pode faltar lá!

" O que é o Clean Up The World???
É uma ação de conscientização que acontece em mais de 125 países, simbolizando uma união mundial e dedicação em prol de um mundo mais limpo e saudável para a humanidade. Cerca de 35 milhões de pessoas devem sair às ruas para participar da campanha. O evento mundial reúne voluntários em tarefas como remoção de lixo (praias-ruas-rios) até plantação de árvores. O Instituto COMAR é membro efetivo desta campanha, sendo a única entidade representante no Sul do Brasil. O Instituto tem uma página própria dentro da campanha mundial:
http://activities.cleanuptheworld.org/?3962
Como vai acontecer a campanha???
Uma tenda do Instituto COMAR localizado na praia irá distribuir sacolas recicladas aos voluntários e colaboradores, juntamente com luvas para o manuseio do material coletado. Especialistas acompanharão os grupos de voluntários, para ir orientando sobre o lixo encontrado e auxiliar na coleta dos mesmos. Na tenda do Instituto COMAR, banhistas/voluntários poderão esclarecer suas dúvidas sobre o ambiente costeiro e os animais que ele habitam. Depois de recolhidos, os resíduos serão catalogados, entregues aos catadores municipais da cidade e o lixo destinado ao aterro municipal. O resultado das ações serão divulgados para a comunidade, no meio científico em forma de cartazes, em mostras ambientais ou congressos e um relatório será gerado e enviado aos Investidores e ao organizador mundial da campanha. " - Instituto Comar.


" O Center for Marine Conservation (CMC) é uma ONG Americana criada em 1972 e realizou seu primeiro dia de limpeza de praias em 1986. Na ocasião 2.800 voluntários participaram da coleta de 124 toneladas de entulho do litoral do Texas, USA. Em 1988 o evento se tornou nacional, com a participação de 47.500 voluntários, e já no ano seguinte se tornava internacional com a participação de voluntários do Canadá e do México. Em 1998 o evento teve a participação de mais de 340.000 voluntários em mais de 75 países, sendo que no Brasil 1.446 pessoas participaram recolhendo 8.169 quilos de lixo em 94,6Km de praias.
Durante este evento, que sempre ocorre no terceiro sábado de setembro, os voluntários vão às praias coletar o lixo lá depositado diretamente pelos usuários locais ou por descargas no mar por navios ou por rios. Cada voluntário além de coletar o lixo anota em um formulário padrão as quantidades recolhidas de cada ítem que compõem o lixo sólido. Estes dados são utilizados pela CMC para fazer estatísticas que retratem o estado de poluição dos oceanos de nosso planeta. Isto é necessário para que se possa fiscalizar se as nações signatárias da Convenção Internacional de Prevenção de Poluição advinda de Navios (International Convention for the Prevention of Pollution from Ships), mais conhecida como MARPOL, estão cumprindo este tratado, principalmente o Anexo V, que trata do lixo sólido. A Organização das Nações Unidas (ONU) apóia este evento, como instrumento de fiscalização.
Quando o Dia Mundial de Limpeza de Praias se iniciou o primeiro objetivo era constatar a existência do problema gerado pelo lixo nos oceanos. O segundo passo foi analisar as extensões desse problema, coletando informações sobre o tipo e quantidade de lixo, e a sua distribuição nos locais pesquisados. Com estas informações pode-se então verificar os riscos que esses poluentes podem trazer para a vida marinha e encontrar as soluções possíveis como, reciclagem, redução da sucata, educação da população e cobrança das autoridades competentes para que criem uma legislação específica para o problema.
Os oceanos têm sido o depósito final dos dejetos humanos. Com o advento da produção de plásticos, isopores e espumas este problema vem se agravando dia-a-dia. Em 1998, o lixo recolhido aqui no Brasil teve a seguinte composição: 66,9% de plásticos, 11,45% de metais, 5,4% de vidros, 7,14% de papéis, 5,84% de madeiras, 2,42% de borrachas e 0,82% de tecidos. Estes dados são alarmantes uma vez que os plásticos representam mais de 60% do nosso lixo, e não são degradáveis a curto prazo. A longa vida útil deste materiais devido a baixa taxa de biodegradação tem acumulado montanhas de resíduos sólidos nos oceanos.
Além dos impactos negativos econômicos e estéticos, estes materiais são responsáveis pela morte de inúmeros organismos marinhos, e estas mortes estão se intensificando cada vez mais. Pedaços de isopor, espumas e filtros de cigarros são vistos por aves marinhas, peixes e tartarugas marinhas como se fossem ovas de peixes e são engolidos. Tais materiais não conseguem passar pelo duodeno e ficam aprisionados no estômago de suas vítimas. Ista faz com que o animal se sinta saciado, pois vai cada vez mais ficando com o estômago cheio, passando então a não mais se alimentar. O resultado é a morte por inanição. O mesmo ocorre no caso de sacos plásticos onde algumas espécies de tartarugas marinhas que têm nas águas-vivas o principal componente de sua dieta alimentar. Os sacos plásticos que ficam flutuando na água são interpretados pelas tartarugas como águas-vivas e são engolidos.
Diversos recipientes, como copos, garrafas e potes funcionam como esconderijos para caramujos predadores de ovos de peixes. Dentro deles os caramujos ficam protejidos de seus predadores, podendo predar intensamente os ovos. Com isto há um desiquilibrio entre as populações de seres marinhos.
Restos de redes e linhas de pesca abandonados no mar permanecem no ambiente matando indiscriminadamente e desnecessariamente peixes, aves e mamíferos marinhos. Com uma das pontas presas em pedras ou na vegetação submersa, estes artefatos de pesca são armadilhas mortais. Os animais se enroscam e morrem enforcados, por asfixia ou por inanição. Focas, leões marinhos, golfinhos, peixes-boi, aves marinhas e peixes são algumas das inúmeras vítimas. " - Praia Seca.

E agora confira as programações do evento no Brasil (dos estados que consegui informações):
" Rio de Janeiro – Instituto Lagoa Viva
Local: Praia do Pêpe e Quebra-mar
Quando: 19 de setembro (sábado), entre 09:00hs às 13:00hs.
Atividades: • Coleta de microlixo;
•Exposição de artesanato reciclado;
•Consientização ambiental
Maiores informações disponíveis no site: http://www.pactoderesgateambiental.org/
São Paulo – Grupo C.A.O.S.
Local: Santos
Quando: Dia 19 de setembro
Atividades: Limpeza do manguezal do casqueiro na área continental de Santos.
Mais informações: caos_unimonte@yahoo.com.br ou http://www.caos2009.blogspot.com/
Santa Catarina – Instituto Comar
Local: Balneário Barra do Sul: Praia da Boca da Barra
São Francisco do Sul: Prainha e Praia Grande
Quando: 19 de setembro (sábado), entre 09:00hs às 13:00hs.
Atividades:• Retirar o lixo da faixa de areia e restinga das praias;
• Conscientizar a população em relação ao lixo e suas conseqüências e danos ao meio ambiente;
• Documentar o tipo de lixo e a quantidade encontrada, para utilização por pesquisadores de todo o mundo;
• Sensibilizar a comunidade e os visitantes sobre os tipos de lixo encontrado e problemas relacionados;
• Envolver a comunidade em busca de soluções deste tipo de problema, questionando o modelo da sociedade de consumo " - blogambientebrasil.

" Praia de Ondina - Av Oceânica, 2400Salvador - BA, Brazil.


"
Aproveite para acessar o site oficial da campanha http://www.cleanuptheworld.org/en/
!!




0 Comentários


Este blog está licenciado sob uma Licença Creative Commons.
Creative Commons License
É permitida a cópia parcial dos artigos do Mídia e Ecologia.com, mas não completa, contanto que os devidos créditos sejam dados ao autor.



Ajude o dono deste blog e clique no banner acima, nem dói!

Se Você Localizar Alguma Dessas Pessoas Entre em Contato

Acesse Outros Links:

Top Blog 2010

Ainda não foi desta vez que o Mídia e Ecologia.com venceu, mas pelo menos ele ficou entre os 100 finalistas. Agora é só torcer para que em 2011 isso mude!